Match Point: o esporte eletrônico está chegando com tudo na televisão

03202734898631-t1200x480.jpg

ainda é estranho sentar para descansar no sofá da empresa e acompanhar uma partida profissional de Counter-Strike: Global Offensivepassando em plena televisão a cabo. Ou ainda ligar a TV em casa para assistir um pouco de DotA 2 ou Call of Duty: Black Ops 3 em outros canais esportivos brasileiros. Eu pedi por isso por anos como um entusiasta das competições de games, mas ainda não me parece algo intuitivo ou normal dentro da minha rotina. O eSport ainda é uma peça tentando se encaixar no quebra-cabeça da televisão nacional.

Mas é incrível ver iniciativas no próprio Brasil que abracem o público faminto e apaixonado pelos campeonatos de games. Bandsports, Esporte Interativo e ESPN já mobilizaram suas programações para cobrir as principais competições no Brasil e no mundo. E, ao contrário do que muitos acham, não é o eSport que precisa da televisão. Não mais.

É a televisão que precisa do eSport.03203312314633 (1).jpg

Mundial de League of Legends já atrai milhões de apaixonados em eventos locais e transmissões pela internet

Segundo os recentes estudos da SuperData, o eSport já atingiu 188 milhões de pessoas ao redor do mundo só em 2015, e os estudantes universitários representam a metade do público faminto por esse gênero. O crescimento do TwitchTV já surpreende ao mesmo ponto, atingindo 1 milhão de usuários simultâneos no mesmo ano entre as transmissões ao vivo de grandes campeonatos e celebridades gamers.

Este é o público jovem que deixou de assistir à programação normal dos canais de televisão para acompanhar os seus campeonatos e jogadores favoritos pela internet. A mesma audiência que só usa o aparelho para assistir à Netflix e usar o ChromeCast com a melhor qualidade possível.

Com a internet atraindo os jovens cada vez mais, o processo de reconquista do público mais novo por parte dos canais esportivos começou na raiz do interesse: os eSports. Por mais estranho que possa parecer aos mais velhos, é justamente essa disputa entre os bits de um video game que eles definem como um esporte nos dias de hoje. Um xadrez virtual que exige doses de raciocínio e muita habilidade em frente ao joystick. Um esporte eletrônico.

Add to favorite

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


Carregando...